Excel não atualiza as formulas automaticamente

Excel não atualiza as formulas automaticamente – Resolvido

Essa semana eu me deparei com um problema em uma planilha do Excel que eu recebi para revisar. O problema consistia justamente uma fórmula PROCV aplicada para buscar em uma pasta de trabalho paralela um determinado valor e multiplicar por outro. Algo aparentemente simples para quem já lida com essa fórmula. No entanto, comecei a ficar intrigado ao observar que as fórmulas que eu arrastava não estava calculado apenas replicando o valor da célula anterior, conforme podem observar abaixo:

 

Observem que se trata da mesma fórmula e só muda a referência da coluna B.
Após pesquisar na internet, descobri que a solução para esse “problema” é realmente muito simples, basta apenas ativar o cálculo automático para fórmulas, conforme segue passo a passo abaixo para Excel 2007 ou 2010.
 
 Clique na guia Fórmula e próximo ao canto superior direito localize os campos abaixo:
Clique em “Opção de Cálculo” e escolha “Automático”. Pronto resolvido o nosso “problema”.
Acreditem que cheguei até pensar que se tratava de um bug do Excel.

Como trocar a porta padrão 3389 da Áre de Trabalho Remota / Terminal Services

 Visão Geral

Nesse tutorial veremos como trocar a porta padrão do Terminal services.

1. Click no Menu Iniciar >> Executar

2. Digite Regedit

3. Localize a chave:
HKEY_LOCAL_MACHINE\System\CurrentControlSet\Control\TerminalServer\WinStations\RDP-Tcp\PortNumber

clip_image002

4. No menu Editar, clique em Modificar >> Decimal e digite o número da nova porta ( no nosso exemplo a nova porta será 3390) em seguida, clique em OK

clip_image004

5. Feche o editor do registro

Criando pendrive bootável do windows com prompt de comando (CMD)

Tenho visto que muitos pessoas tem procurado um tutorial bem explicativo a respeito de criação de um pendrive bootável do Windows, seja ele XP, 7, 8 ou 8.1. Para criar o pendrive bootável do Windows, no meu caso utilizarei uma ISO do Windows 7 contendo todas as versão 32 e 64Bits (A.I.O) ou um DVD de Instalação. Dependendo do Windows alguns comando no prompt de comando (CMD) podem mudar.

Passo a Passo:
1. Plug seu pendrive na porta USB e mova todo o conteúdo para um local seguro no seu HD, pois todo conteúdo será APAGADO!
2. Abra o prompt de comando (CMD) como ADMINISTRADOR, para isso:

    • No Windows 7: Clique no menu iniciar>Todos os Programas>Acessórios e clique com o botão direito do mouse em prompt de comando (CMD), em seguida em “Executar como Administrador”.
    • No Windows 8, 8.1 e 10: No caso do 8 e 8.1 utilize o pesquisar (Winkey + Q). para executar como administrador clique com botão direito.
    • Windows XP:
    não necessitar executar como administrador.

3. Com o Prompt aberto digite o comando DISKPARTe pressionando a tecla <Enter> o UAC (User Account Control) pedirá permissão para executar o Clicando em Sim, abrirá outra tela com o Prompt do DISKPARTcomo mostro nas duas imagens a seguir.

prompt_cmd
Tela do Prompt de Comando (CMD)
tela_do_diskpart
Tela do DiskPart

4. Na tela do prompt do DISKPART, digite LIST DISK  e depois tecle <Enter>.  Aparecerão as informações referentes aos discos conectados ao computador, conforme mostrado abaixo.

tela_do_diskpart_list-disk

5. A seguir,  digitaremos o comando SELECT DISK Nº, onde Nº será o número do disco referente ao Pen Drive, no meu caso é o número 1. Tome cuidado para não digitar o número correspondente a outro disco.

6. Agora que a unidade USB está selecionada, os próximos comandos irão preparar o Pen Drive para receber os arquivos de instalação Windows.

7. Digite CLEAN e depois tecle <Enter>. Este comando limpará tudo o que tiver dentro do Pen Drive.

8. Após o comando de limpeza, criaremos a partição primária no Pen Drive com o comando CREATE PARTITION PRIMARY. Lembrando que sempre após digitar um comando, pressionar tecla <Enter>, para executá-lo.

9. A seguir usaremos o comando FORMAT FS=FAT32 QUICK, que formatará o Pen Drive para o formato Fat32 e a0 usar a opção Quick (não é o fundamental), fará o processo de formatação de forma rápida.

10. Terminada a formatação digite ACTIVE e depois tecle <Enter>, para ativar a partição.

11. Digite EXIT  e tecle <Enter> para sair do Prompt do DISKPART – pode estar fechando a janela do Prompt de Comando também.

12. Terminado os processos acima, com a mídia de DVD do Windows na leitora, copie todos os arquivos e pastas do DVD  para a unidade referente ao Pen Drive. Caso esteja utilizando uma ISO extraia com o Winrar e copie todos os arquivos para dentro do Pen Drive.

13. Pronto! Agora o Pen Drive já está pronto para ser utilizado como Boot

Mr Claytonet 20666 – O Vereador Digital CiberAtivista e Motociclista

Mr Claytonet 20666

Mr Claytonet 20666 – O Vereador Digital CiberAtivista e Motociclista
http;//mrclaytonet.vereador.site
Pelo progresso de nossa cidade chega de ser ultrapassado por outras cidades mineiras em desenvolvimento, chega de atraso. Sou Barbacenense a vida toda e nunca vejo nossa cidade progredir ta na hora de ter alguem que realmente não tem medo de lutar pelo progresso e o povo na camara municipal de Barbacena essa pessoa sou eu Mr Claytonet 20666 – O Vereador Digital CiberAtivista e Motociclista.
http://mrclaytonet.vereador.site
Assista este video:https://www.facebook.com/mrclaytonet/videos/1400996586582682/?hc_location=ufi

Porque escolhi o numero 20666?
Por causa do Route 66 MC 🙂

Como recuperar o boot (MBR) do Windows 7

Quando um sistema operacional é instalado após o Windows, o novo sistema pode sobrescrever os arquivos de inicialização do SO da Microsoft. Distribuições Linux, por exemplo, podem instalar o GRUB na MBR, para que seja possível um dual boot entre o Windows e o Linux, considerando que o gerenciador de boot padrão do Windows não suporta outros sistemas operacionais sem o uso de gambiarras.

Mas, e se eu quiser remover o Linux do computador? A operação seria fácil: utiliza-se um editor de partições, como o EASEUS Partition Master, o conhecido Partition Magic ou o próprio editor do Windows, e então basta deletar as partições do Linux. O problema vem quando você tenta iniciar o Windows novamente. A máquina simplesmente não vai bootar, acusando um “GRUB loading error”.

Na época do Windows XP, era relativamente fácil recuperar o boot: inicie o CD de instalação, tecle R para entrar no console de recuperação, selecione a instalação do Windows que deseja recuperar e rode fixboot e fixmbr. Mas, no caso do Windows 7, esses dois “comandos mágicos” não funcionam mais. A Microsoft resolveu colocar, no DVD de instalação do Windows 7, um utilitário de “Correção de inicialização”, que nem sempre funcionará (e, dessa vez, não funcionou na minha máquina). Quando ele não funcionar, o que fazer? Simples! Aqui vai um passo a passo detalhado de como recuperar a inicialização do Windows 7:

1. Inicie o DVD de instalação do Windows 7, selecione o idioma, formato de hora e layout de teclado de acordo com suas preferências:

Início do assistente de instalação

2. Na próxima tela, clique na opção Reparar o computador:

Clique na opção reparar o computador.

3. O assistente de recuperação buscará por instalações existentes do Windows 7. Depois de concluída a busca, selecione a instalação desejada e clique em Avançar:

Procurando por instalações do Windows...

Selecione o SO e clique em Avançar.

4. Clique em Prompt de comando. Uma janela será aberta:

Clique em Prompt de comando.

5. Digite o comando bootsect /nt60 ALL /force /mbr e dê Enter. Espere o Windows processar tudo. Depois, basta fechar a janela e reiniciar o micro. Pronto! O programa bootsect.exe forçará (/force) uma sobrescrita do MBR (/mbr) de todas as partições (ALL) com um código compatível com o Windows 7 (/nt60).

Digite o comando e dê Enter.

Extra: segundo Claytonet, uma maneira mais “XP-like” de fazer isso seria usando os comandos BootRec.exe /fixboot e BootRec.exe /fixmbr. Se você não quiser digitar o comando enorme acima, vale a pena tentar.

Fonte guiadopc.com.br

Esqueceu a senha de Administrador do Windows 7?

Esqueceu a senha de Administrador do Windows? Saiba trocar

Descubra como mudar a senha da conta Administrador (Foto: reprodução/Edivaldo Brito)Descubra como mudar a senha da conta Administrador

É importante lembrar que o que será mostrado nesse tutorial deve ser usado unicamente para a modificação de senha. Além disso, apesar de ser focado no Windows 7, o procedimento a seguir pode muito bem ser feito em versões anteriores ou mais atuais do sistema.

Passo 1. Inicialize o computador usando o disco de instalação do Windows. Quando aparecer a mensagem “Press any key to boot from CD or DVD..” ou “Pressione qualquer tecla para iniciar a partir do CD ou DVD..”,  pressione rapidamente qualquer tecla para o sistema iniciar pela mídia de instalação do Windows;

Pressionando uma tecla para iniciar pela mídia de instalação (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito) (Foto: Pressionando uma tecla para iniciar pela mídia de instalação (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito))Pressionando uma tecla para iniciar pela mídia de instalação

Passo 2. Na primeira tela, clique na opção “Meu idioma é português (Brasil)” ou outra língua que você queira usar;

Escolhendo o idioma a ser usado pelo instalador (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito)Escolhendo o idioma a ser usado pelo instalador

Passo 3. Em seguida, escolha as opções de localização (idioma, formatos e layout de teclado). Depois, clique no botão “Avançar”;

Escolhendo algumas opções de localização do Windows 7 (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito)Escolhendo algumas opções de localização do Windows 7

Passo 4. Na próxima tela, apenas clique na opção “Reparar o computador”;

Iniciando a reparação do Windows (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito)Iniciando a reparação do Windows

Passo 5. Aguarde o instalador localizar as informações. Quando a tela “System Recovery Options” estiver disponível, clique no botão “Load Drivers”. Na pequena tela que aparece, clique no botão “OK”, para continuar o processo;

Utilizando a opção Load Drivers para acessar os arquivos do Windows (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito)Utilizando a opção “Load Drivers” para acessar os arquivos do Windows

Passo 6. Na janela “Abrir”, vá até a pasta /Windows/System32/ e procure pelo aplicativo Utilman. Ao encontrá-lo, clique nele e pressione a tecla F2. Mude o nome do aplicativo para Utilman2 e tecle enter para confirmar;

Renomeando o aplicativo Utilman (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito)Renomeando o aplicativo Utilman
Passo 7. A seguir, procure pelo programa Cmd. Ao localizá-lo, clique nele e pressione a tecla F2. Mude o nome do aplicativo para Utilman e tecle enter para confirmar;
Renomeando o aplicativo Cmd (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito)Renomeando o aplicativo Cmd

Passo 8. Depois disso, apenas reinicie o computador e deixe o sistema iniciar sem usar o disco de instalação (por precaução, retire o disco da unidade, assim que começara reiniciar);

Passo 9. Caso a conta Administrador não apareça na tela de login, isso significa que ela está desativada. Para resolver isso, clique no ícone azul e circular, que fica no canto inferior esquerdo da tela;

Tela de login do Windows sem a conta Administrador (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito)Tela de login do Windows sem a conta Administrador

Passo 10. Será exibida a tela do Prompt de comando com privilégios de administrador. Nessa tela, digite o comando <code>net user Administrador /active:yes</code> e tecle enter;

Ativando a conta Administrador (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito)Ativando a conta Administrador

Passo 11. Para visualizar o resultado da mudança, clique no ícone de desligamento e depois na opção “Reiniciar”;

Reiniciando o Windows (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito)Reiniciando o Windows 

Passo 12. Com a conta Administrador na tela, clique no ícone que fica no canto inferior esquerdo para Abrir o Prompt de comando;

Tela de login com a conta de Administrador (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito)Tela de login com a conta de Administrador 

Passo 13. Na tela do Prompt de comando, digite o comando <code>net user Administrador novasenha</code> (substitua novasenha pela senha que você quer usar) e tecle enter. Feche a janela para voltar para a tela de login;

Mudando a senha da conta Administrador (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito)Mudando a senha da conta Administrador

Pronto! A partir desse momento você já pode acessar usando a conta Administrador e a nova senha. Aproveite e vá para a pasta /Windows/System32/ e desfaça o sexto e o sétimo passo, para não deixar seu sistema vulnerável.

Como transferir as informações do WhatsApp se o seu celular for roubado?

Conheça algumas maneiras de resgatar e proteger seus dados pessoais em caso de perda ou roubo do seu telefone celular.

Veja como transferir dados do WhatsApp se o seu celular foi roubado

Veja como transferir dados do WhatsApp após ter celular roubado

Com o WhatsApp diretamente vinculado ao seu número de celular, o risco de outra pessoa usar seus dados ou de você perder contatos e conversas importantes é uma fonte de preocupação quando você perde o aparelho ou tem o telefone roubado.

A boa notícia é que o aplicativo proporciona algumas maneiras de resgatar e proteger seus dados pessoais. A má notícia é que, embora seja possível desabilitar sua conta usando o número do telefone cadastrado no WhatsApp, nem todos os modelos de celular permitem restaurar o seu histórico de conversas. Em alguns casos, é possível restaurar as conversas somente se você já tem um backup prévio.

Se gostou da nossa iniciativa comente, curta ou compartilhe! Esse estímulo é muito importante para a nossa equipe e reflete diretamente na possibilidade de trazermos mais conteúdos que você venha a gostar!

Uma forma simples de apagar a sua conta com o número antigo e migrar seus dados do WhatsApp para um novo número, caso você não consiga recuperar o chip do aparelho roubado, é usar a ferramenta Mudar o Número de Telefone. Caso você esteja mudando o modelo de aparelho, porém preservando o mesmo número de telefone, você poderá migrar os dados da sua conta no WhatsApp, tais como informações sobre os serviços e participação em grupos, mas não poderá migrar suas mensagens.

Se o aparelho for igual ao telefone roubado, é possível migrar também as mensagens, dependendo do modelo e da marca. Não é possível migrar dados do telefone de uma marca para o aparelho de outra.

Como migrar o WhatsApp no Android

No caso de telefones Android, é possível resgatar as conversas desde que você tenha feito backup. Portanto, se você pretende continuar acessando o histórico das suas mensagens no WhatsApp, caso tenha o celular roubado, é indicado fazer backups periodicamente. Você pode fazer isso acessando o botão de menu do Whatsapp, indo em configurações – configurações de conversa – salvar conversas.

Se você salvou os dados do WhatsApp na memória interna do aparelho e ainda tiver o mesmo número de telefone cadastrado no WhatsApp que você usou para fazer o backup das mensagens, é possível usar o botão “restaurar” quando o WhatsApp solicitar a restauração do histórico de mensagens. Mas se os dados ficam armazenados num cartão de memória, só será possível restaurar as conversas se você tiver o cartão de memória em mãos, mais difícil em caso de roubo do aparelho.

Como migrar o WhatsApp no Windows Phone

Se você usa o WhatsApp em um Windows Phone, a chance restauração do seu histórico é mais limitada, pois você precisa ter o cartão de memória externo em mãos, e ter feito o backup de suas conversas nesse cartão. Assim, bastaria inserir o cartão de memória no telefone novo, desde que com o mesmo número.

Uma alternativa é enviar seu histórico de conversas para o seu e-mail, usando a ferramenta Histórico de Conversas por Email. Assim, você poderá manter um arquivo de suas conversas, que ficará disponível para você acessar, caso tenha o telefone roubado.

Como migrar o WhatsApp no BlackBerry

Somente os telefones BlackBerry 10 têm a possibilidade de restaurar o histórico de conversas do WhatsApp. Você pode fazer o download do BlackBerry Link no seu computador para fazer o backup do seu aparelho antigo e depois restaurar no seu novo aparelho. Isso deve ser feito preventivamente, para que você tenha o backup armazenado para recuperação em caso de perda ou roubo do aparelho.

Também é possível fazer a restauração manualmente, desde que mantenha backups periódicos em um cartão de memória ou em outro disco, podendo até ser um dispositivo de armazenamento na nuvem. Basta acessar o WhatsApp, ir em menu do aplicativo – configurações – configurações de mídia – fazer o backup das conversas.

Você precisará de um gerenciador de arquivos no seu telefone, e então copiar a pasta de backup do seu disco de armazenamento para o seu telefone novo. Depois de transferir a pasta, instale o WhatsApp no BlackBerry novo e clique em “Restaurar” quando solicitado.

iPhone – Se você tem um iPhone, você deve usar o iTunes para fazer backup do dispositivo. Conecte o dispositivo iOS ao computador usando o cabo que o acompanha, selecione o iPhone quando ele aparecer no iTunes. No painel “Resumo”, clique em “Restaurar”. Você pode configurar o dispositivo como novo ou usar um backup anterior.

10600361_10205731353308435_9117512588978077601_n

Fonte: http://vivoseudinheiro.com.br/saiba-como-transferir-os-dados-do-seu-whatsapp-caso-tenha-o-celular-roubado/

Finalizar um aplicativo travado no windows

Finalizar um aplicativo travado no windows

Como finalizar um aplicativo que não responde no sistema operacional nos sistemas Windows xp, Windows vista, Windows 7, Windows 8, Windows 8.1 e Windows 10

Finalizar um aplicativo travado no windows
Normalmente, o primeiro procedimento nesse caso seria apertar Crtl+Shift+Esc e abrir o Gerenciador de Tarefas. Na tela
Processos, clicar com o botão direito e escolher Finalizar tarefa, como mostra a imagem abaixo.
Existem casos, porém, que nem assim você consegue resolver o problema. Você pode resolver isso de duas maneiras, ir em detalhes ou usar o Process Explorer.

Sabe quando um aplicativo deixou de responder no computador e mesmo ao clicar em fechar e mesmo assim você não consegue finalizar o aplicativo

Pode ser que em algum momento um aplicativo deixou de responder no computador e mesmo ao clicar em fechar na janela que o Windows abre para alertá-lo, não deu certo. Aprenda o que pode ser feito nesses casos no tutorial abaixo.
Pode acontecer de que o programa é dependente de outros processos que estão em aberto no Windows.

Um processo são um conjunto de instruções que o sistema operacional executa que podem ou não estar relacionada a um aplicativo aberto. Por exemplo, se um programa depende de um processo adicional, ele e o programa estarão abertos em conjunto. Por causa disso alguns podem deixar de responder travar e causar o aplicativo a não funcionar corretamente.

Em Detalhes, clique com o botão direito e escolha Finalizar árvore de processos. Ele então deverá fechar o aplicativo e todo processo relacionado a ele.

Finalizar um aplicativo que travado no windows

Atenção: Caso o processo desativado for relacionado ao Windows, o sistema pode não funcionar corretamente até uma próxima reinicialização.

Process Explorer

Conheça uma ferramenta mais avançada de gerenciamento de processos do windows – SysInternals da Microsoft

Desenvolvido pela SysInternals da Microsoft, o Process Explorer é um gerenciador de tarefas mais robusto para o Windows. Ele pode ser obtido do site oficial e não precisa de instalação.

Ao clicar em um programa, você pode ver todo os arquivos e processos atribuídos a ele, como é o caso do Firefox e o Flash na imagem abaixo. Clique com o botão direito e escolha Kill Process ou Kill Process tree para fechar matar o aplicativo ou o aplicativo e os processos relacionados.

finalizar um aplicativo que não responde

Fonte: Baboo

Windows: 135 comandos para usar na função executar ou no Prompt

Windows: 135 comandos para usar na função executar ou no Prompt

Para abrir o comando executar basta pressionar as teclas  (Windows) +R e abrirá a caixa para colocar os comandos da lista, ou clicar no menu iniciar e procurar por executar! Ai vão os 135 comandos do Windows para usar na função executar 

Existem centenas de recursos se não milhares, que podemos utilizar no Windows do nosso computador para as mais diversas funções do dia a dia, para resolver alguns problemas  ou para obter informações importantes sobre o nosso PC. E que continuaremos a postar outras compilações de comandos do Windows. Com o comando EXECUTAR do Windows temos acesso a um sem fim de funções que poderá ajudar muito em determinadas alturas. Esta lista de 135 comandos para Windows, funcionam em praticamente todas as versões do popular sistema operativo da Microsoft e funcionam tanto quanto no Executar como no prompt de comandos (cmd.exe do Windows).

Comandos

  1. Sobre o Windows (Ver a versão do Windows) = winver
  2. Atualizações automáticas = wuaucpl.cpl
  3. Adicionar ou remover programas = appwiz.cpl
  4. Administrador da origem de dados de ODBC = odbccp32.cpl
  5. Assistente de acessibilidade = accwiz
  6. Assistente de câmara ou scaner = wiaacmgr
  7. Assistente de configuração de rede = netsetup.cpl
  8. Assistente de cópia de segurança ou restauro = ntbackup
  9. Assistente de ligação ? Internet = icwconn1 / inetwiz
  10. Assistente de transferência de definições e de ficheiros = migwiz
  11. Assistente de transferência de ficheiros do Bluetooth = fsquirt
  12. Assistente para adicionar hardware = hdwwiz.cpl
  13. Calculadora= calc
  14. Centro de segurança do Windows = wscui.cpl
  15. Certificados = certmgr.msc
  16. Cliente Telnet = telnet
  17. Configuração de protocolo de Internet (apagar informações de DNS ) = ipconfig /flushdns
  18. Configuração de protocolo de Internet (Todas as conexões ) = ipconfig /release
  19. Configuração de protocolo de Internet (ver DNS ) = ipconfig /displaydns
  20. Configuração de protocolo de Internet (ver tudo) = ipconfig /all
  21. Configuração de protocolo de Internet (Modificar DHCP Class ID) = ipconfig /setclassid
  22. Configuração do IP = ipconfig
  23. Conjunto de politicas resultante (XP Prof) = rsop.msc
  24. Constas de utilizadores = nusrmgr.cpl
  25. Controladores de jogos = joy.cpl
  26. Definições da segurança local = secpol.msc
  27. Desfragmentador do disco = dfrg.msc
  28. Desliga o utilizador do Windows = logoff
  29. Editor de caractere privado = eudcedit
  30. Editor de configuração do sistema = sysedit
  31. Editor de registo = regedit / regedit32
  32. Encerramento do Windows = shutdown
  33. Explorador do Windows = explorer
  34. Ferramenta de diagnóstico do Direct X = dxdiag
  35. Ferramenta de importação de livro de endereços = wabmig
  36. Ferramenta de remoção de software malicioso Microsoft Windows = mrt
  37. Ferramentas administrativas = control admintools
  38. Firewall do Windows = firewall.cpl
  39. Fontes = fonts
  40. Gestão de computadores = compmgmt.msc
  41. Gestão de discos = diskmgmt.msc
  42. Gestor de dispositivos = devmgmt.msc
  43. Gestor de objetos – pacote = packager
  44. Gestor de partições do disco = diskpart
  45. Gestor de tarefas do Windows = taskmgr
  46. Gestor de utilitários = utilman
  47. Gestor de verificador de controladores = verifier
  48. HyperTerminal = hypertrm
  49. Iexpress Wizard = iexpress
  50. Impressoras e faxes = control printers
  51. Infra-estrutura de gestão do Windows = wmimgmt.msc
  52. Iniciar Windows Update = wupdmgr
  53. Itens a sincronizar = mobsync
  54. Internet Explorer = iexplore
  55. Introdução do Windows XP = tourstart
  56. Jogo de cartas Copas = mshearts
  57. Jogo de cartas FreeCell = freecell
  58. Jogo de cartas Paciência Spider = spider
  59. Jogo Campo Minado= winmine
  60. Ligação ao ambiente de trabalho remoto = mstsc
  61. Ligações de rede = ncpa.cpl / control netconnections
  62. Limpeza do disco = cleanmgr
  63. Linha de comandos = cmd
  64. Lista telefônica = rasphone
  65. Livro de endereços = wab
  66. Mapa de caracteres = charmap
  67. Marcador telefônico = dialer
  68. Microsoft Access (se instalado ) = msaccess
  69. Microsoft Chat = winchat
  70. Microsoft Excel (se instalado ) = excel
  71. Microsoft Frontpage (se instalado ) = frontpg
  72. Microsoft Movie Maker = moviemk
  73. Microsoft Paint = mspaint
  74. Microsoft Powerpoint (se instalado ) = powerpnt
  75. Microsoft Word (se instalado ) = winword
  76. Nero (se instalado) = nero
  77. Netmeeting = conf
  78. Notepad = notepad
  79. Nview Desktop Manager (se instalado) = nvtuicpl.cpl
  80. Opções de acessibilidade = access.cpl
  81. Opções de pastas = control folders
  82. Opções regionais e de idioma = intl.cpl
  83. Outlook Express = msimn
  84. Painel de controle = control
  85. Painel de controle Direct X (se instalado) = directx.cpl
  86. Painel de controle Java (se instalado) = jpicpl32.cpl
  87. Paint = pbrush
  88. Partilhas DDE = ddeshare
  89. Pasta de impressoras = printers
  90. Pastas compartilhadas = fsmgmt.msc
  91. Pedidos do operador de armazenamento removível = ntmsoprq.msc
  92. Performance Monitor = perfmon
  93. Performance Monitor = perfmon.msc
  94. Phone and Modem Options = telephon.cpl
  95. Pinball para Windows = pinball
  96. Politica de grupo (XP Prof) = gpedit.msc
  97. Power Configuration = powercfg.cpl
  98. Procura rápida (quando ligada) = findfast.cpl
  99. Propriedade des visualização = control color
  100. Propriedades da internet = inetcpl.cpl
  101. Propriedades de data e hora = timedate.cpl
  102. Propriedades de senhas = password.cpl
  103. Propriedades de som e dispositivos de áudio = mmsys.cpl
  104. Propriedades de visualização = control desktop/desk.cpl
  105. Propriedades do rato = main.cpl / control mouse
  106. Propriedades do sistema = sysdm.cpl
  107. Propriedades do teclado = control keyboard
  108. Protecção de base de dados do Windows = syskey
  109. Protecção de ficheiros do Windows (analisar em cada arranque) sfc /scanboot
  110. Protecção de ficheiros do Windows (analisar no próximo arranque) = sfc /scanonce
  111. Protecção de ficheiros do Windows (analisar) = sfc /scannow
  112. Protecção de ficheiros do Windows (repor configuração de fábrica) = sfc /revert
  113. Quicktime (se instalado) = QuickTime.cpl
  114. Real Player (se instalado) = realplay
  115. Scanners e câmaras = sticpl.cpl
  116. Serviço de indexação = ciadv.msc
  117. Serviços = services.msc
  118. Serviços componentes = dcomcnfg
  119. Tarefas agendadas = control schedtasks
  120. Teclado de ecrã = osk
  121. Tipos de letra = control fonts
  122. Tweak UI (se instalado ) = tweakui
  123. Utilitário de configuração do sistema = msconfig
  124. Utilitário de rede do cliente de SQL Server = cliconfg
  125. Utilitário de verificação de ficheiros do sistema = sfc
  126. Utilitário de verificação do disco = chkdsk
  127. Utilitário Dr. Watson para o Windows = drwtsn32
  128. Utilizadores e grupos locais = lusrmgr.msc
  129. Verificação de assinatura do ficheiro = sigverif
  130. Visualizador da área de armazenamento = clipbrd
  131. Visualizador de aplicações de java (se instalado) = javaws
  132. Visualizador de eventos = eventvwr.msc
  133. Windows Magnifier = magnify
  134. Windows Media Player = wmplayer
  135. Wordpad = write

 

Fonte: http://microsoft.com

Diminuindo o tamanho da pasta WINSYS no Windows Server 2012 R2

Diminuindo o tamanho da pasta WINSYS no Windows Server 2012 R2

Diminuindo o tamanho da pasta WINSYS no Windows Server 2012 R2

O Tema de hoje é “Reduzindo o tamanho da pasta WINSYS no Windows Server 2012 R2“.

 

Para que serve a WINSXS?

Ela serve para armazenar as versões de arquivos para manter umas compatibilidades de vários programas, como atualizações do Windows Update e pacotes de Instalação de Features.

Como podemos ver nesta temos aproximadamente quase 7GB na pasta WINSYS.

Como podemos ver nesta dica iremos abordar a remoção dos binários das Features que vem por default no SO. Após este procedimento caso for instalar alguma Role ou Feature será necessário a execução com o DVD do Windows Server 2012 R2.

Caso tenha dúvidas tenho um outro artigo que mostra como realizar o processo via DISM. “Reduzindo tamanho da Pasta WINSXS“.

Ponto importante

É bom saber que não podemos excluir a pasta WINSXS direto pelo Explorer, podendo acarretar grandes problemas no Sistema Operacional.

Execute o PowerShell em modo elevado para não ter problemas.

Uma dica importante é você executar o comando “Get-WindowsFeature” para listar todas as Feature.

Ele irá mostrar todas as Feature disponíveis no Windows Server, as com a opção “Available” ele irá remover os binários que se encontram na pasta. Após a execução deste comando abaixo no post ele irá remover esses binários como dito no post acima.

Para a execução e remoção dos binarios podemos executar o comando “Get-WindowsFeature | Where-Object -FilterScript { $_.Installed -Eq $False } | Uninstall-WindowsFeature –Remove” dentro do PowerShell.

Será iniciado o PowerShell com a execução e andamento do processo.

Na opção “Sucess” tem que estar a opção de “True” que mostra que o comando foi executado com sucesso. Caso venha aparecer nesta opção algum erro procure refazer o processo novamente.

Depois de todo o processo executado podemos ver que foi liberado 1.5GB de arquivos da pasta WINSXS.

Em caso de dúvidas ou problemas na execução pode deixar seu comentário que em breve responderemos.

Obrigado e até o próximo artigo.